top of page
  • Foto do escritorK-Pop News

Romance lésbico filipino baseando em Irene e Seulgi (RED VELVET) é publicado



Dito, Sa Purple House (que se traduz em “Aqui, na Casa Púrpura" em Português) centra-se em duas personagens femininas. A coreana Ira Young é uma estudante de inglês nas Filipinas que foi rejeitada por sua família depois de ter divulgado em um vídeo viral. Sade Kanlungan, por sua vez, é uma estudante universitária filipina que saiu de casa depois de ver sua mãe sofrer nas mãos da misoginia de seu pai. Juntas, as personagens Ira e Safe constroem a Casa Púrpura, que abre suas portas para pessoas rejeitadas por suas famílias por vários motivos. No entanto, elas logo começam a desenvolver sentimentos uma pela outra - e Ira não tem certeza se deseja arriscar a Casa Púrpura por amor.


Em uma nova entrevista para o GMA News Online, a autora Purple Chrystyl S. Romero revelou o que inspirou seu romance, que foi lançado em julho deste ano. Embora o tema da história tenha sido baseado na atual divisão das famílias nas Filipinas, os próprios personagens foram "baseados” em duas pessoas que você deve conhecer: Irene e Seulgi do Red Velvet.


Romero explicou que escolheu fazer da personagem Ira Young uma mulher coreana porque, apesar de como a Coreia do Sul é conhecida por "sua excelência em entretenimento", Romero também vê como as mulheres coreanas lutam fortemente pelo que é certo na esfera política. Ira Young, diz a autora, foi inspirado por Irene - assim como o título do livro.


Sade Kanlungan, por outro lado, é baseado nas características de Seulgi, uma mulher gentil, mas muito firme quando necessário.


Embora existam inúmeras fanfic na internet sobre Irene e Seulgi - que geralmente são enviadas com o nome de “SeulRene” - esta pode ser a primeira vez que um autor publica abertamente um livro baseado nelas.


Curiosamente, Irene e Seulgi são atualmente duas das idols mais amadas entre lésbicas e mulheres homossexuais coreanas. De acordo com uma pesquisa realizada no início deste ano, Irene era a idol favorita das mulheres LGBTQ + coreanas, enquanto Seulgi ocupava o terceiro lugar (atrás do SeolA (WJSN)).


A edição em papel de Dito, Sa Purple House está atualmente disponível na editora Ukiyoto por US $ 8,00, enquanto o e-book pode ser adquirido no Google Play.



40 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page