top of page
  • yasmimhayane

HYBE responde a novas acusações de bullying contra Kim Garam



Em 16 de maio, uma foto de um registro oficial de uma reunião do comitê de violência escolar surgiu nas redes sociais. O documento, datado de 2018 e intitulado “Aviso dos resultados do Comitê de Violência Escolar”, lista o nome de “Kim Garam do ano 1, classe 3” como a autora do incidente.

O documento começa com: “Estamos informando sobre a ação que tomaremos de acordo com os artigos 16 e 17 da Lei de Prevenção e Contramedidas Contra a Violência nas Escolas”. O Artigo 16 da Lei de Prevenção e Contramedidas Contra a Violência nas Escolas trata da “Proteção dos Estudantes Vítimas”, com a lei afirmando que, se um comitê de violência escolar julgar necessário, pode solicitar que a escola tome medidas como fornecer proteção, tratamento, acompanhamento psicológico, mudança de classe e/ou quaisquer outras medidas necessárias à proteção da vítima. O artigo 17 da lei trata das “Contramedidas Contra Alunos Agressores”, afirmando que o comitê de violência escolar solicitará que a escola tome uma ou mais medidas contra um agressor, incluindo uma ordem para fazer um pedido de desculpas por escrito, uma ordem de proibição de contato com a vítima, atendimento à escola, atendimento à sociedade, curso educacional especial ou tratamento psicológico, suspensão, mudança de turma, transferência para outra escola ou expulsão.

No mesmo dia em que o documento começou a se espalhar online, alguém postou uma foto supostamente de Kim Garam e seus colegas do ensino médio vestindo camisetas com o número “3” e escreveu: “É verdade que Kim Garam estava no primeiro ano, Classe 3 na Kyeongin Middle School. Esta é uma foto de um retiro da Kyeongin Middle School.” Em resposta, um porta-voz da HYBE divulgou: “Nada mudou em relação à declaração anterior de nossa agência sobre o assunto. Começamos a tomar medidas legais e os detalhes serão resolvidos durante o processo legal.” No mês passado, quando várias alegações de que Kim Garam (LE SSERAFIM) havia cometido violência escolar começaram a circular em várias comunidades online, a HYBE divulgou uma declaração oficial negando as alegações e anunciando que tomaria medidas legais. Fonte: Soompi

120 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page