top of page
  • Foto do escritorK-Pop News

China toma medidas rigorosas para evitar a cultura tóxica de fãs



No dia 27 de agosto, o governo chinês emitiu uma nota determinando ações e políticas específicas para melhorar o comportamento online de fãs e celebridades. Isso faz parte da campanha contínua “清朗”, ou "Clear and Bright" contra a toxicidade da Internet. Esta iniciativa foi lançada no ano passado, mas obviamente as autoridades sentem que os esforços não foram o suficiente.


A China está promovendo mais controle contra a adoração frenética de idols entre os fãs menores de idade. Casos recentes envolvendo fãs cegamente apoiando celebridades que se envolveram em escândalos aumentaram a preocupação com a cultura de fãs tóxica.


Os pontos destacados no boletim são: o país irá banir ranking de classificação de idols por votos, fã-clubes não oficiais, arrecadação ilegal de fundos, abuso verbal, conteúdo vulgar, invasão de privacidade e contas que postam fofocas. As contas de fã-clubes devem ser autorizadas pelas agências de celebridades e aceitar supervisão e orientação diária. Os adolescentes não podem entrar nos fãs-clubes.


Além disso, os artistas e suas empresas serão responsabilizados pelos fã-clubes (chamados de bars) que não respeitarem essas regras.


Um dos motivos que agravaram a situação foi a polêmica do programa de sobrevivência 'Youth With You', onde fãs tomaram diversas atitudes extremas para conseguir votos para os trainees, incluindo desperdiçar litros de leite para adquirir os códigos que vinham nas embalagens.



Outro motivo, são os fãs do cantor chinês-canadense Kris Wu Yifan discutirem a organização de uma "fuga da prisão" para "resgatar" seu idol depois que Kris foi detido pela polícia de Pequim por suspeita de estupro no início de agosto.



Em 5 de setembro, o Weibo (Twitter chinês) anunciou que proibiu a postagem de um fã-clube de Jimin (BTS) por 60 dias, já que se descobriu que a conta estava envolvida em arrecadação de fundos ilegal para a customização de um avião da Jeju Air por 3 meses.


Muitos internautas expressaram seu apoio à mudança e especialistas em comunicação chineses apontaram que os fãs chineses de celebridades estrangeiras devem obedecer às leis e regulamentos locais da China que se relacionam com comportamentos de perseguição de idols.


Fonte: Global Times

20 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page